Como valorizar 2.415% em 15 dias: o caso GameStop


A história da humanidade apresenta diversos pontos de inflexão onde indivíduos de uma comunidade se impõem ao poder dominante, alterando o status quo. Porém, é Improvável imaginar que tal conceito reverberaria para o setor financeiro, onde um grupo de investidores amadores seria capaz de, em menos de um mês, causar danos colossais aos gigantes do mercado. Em janeiro de 2021, pessoas comuns fizeram o preço da ação da GameStop subir em 2.415%, de US$20 para US$400 em 15 dias, impondo a investidores institucionais perdas na ordem de US$ 6 bilhões. Contudo, para entender a façanha, é necessário compreender o enredo e algumas movimentações naturais do mercado financeiro.


A pedra de Davi

A primeira movimentação a compreender é o significado de uma “venda a descoberto” ou um short. Em termos simples, realizar um short significa "apostar" na desvalorização de uma empresa por meio do aluguel e venda de sua ação. O esquema a seguir representa de maneira visual as relações envolvendo o aluguel de ações.


A segunda movimentação que precisamos entender, o short squeeze, é um evento decorrente do short, quando uma valorização acentuada "espreme" investidores com posições em short. Devido ao aumento do preço da ação, quem apostou na sua desvalorização é obrigado a recomprá-las para minimizar suas perdas, ironicamente fazendo com que o preço aumente de maneira ainda mais agressiva.


A calmaria antes da tempestade

Para garantir o pleno entendimento das relações que culminaram no caso da GameStop, é necessário contextualizar três pontos principais: a opinião pública frente aos hedge funds¹, a democratização do acesso a serviços financeiros e o que acontecia com a GME - código utilizado para identificação da GameStop no mercado de ações - antes do short squeeze.


Primeiramente, vemos que desde o início da crise financeira de 2008, o mercado de hedge funds tem experimentado consolidação e intensificação, apostando em ativos de toda sorte, inclusive em produtos financeiros ”questionáveis” e, conscientemente, intensificando uma bolha financeira calcada na ganância e no curto prazo que culminou em catástrofe. Desde então, a opinião pública sobre os hedge funds ficou bem abalada, não só pelo seu impacto na intensificação da catástrofe financeira, como por terem lucrado com a mesma - enquanto milhões de pessoas perdiam seus empregos e economias, gerando um grande impacto social negativo. Com o passar dos anos, devido à atuação dos fundos antes e durante a crise e com a pouca punição, segundo a opinião pública, foi-se cultivando um sentimento de injustiça que tomou forma como revanche aos abutres de Wall Street.


Em segundo lugar, a febre das fintechs, nos Estados Unidos, democratizou o acesso aos serviços financeiros devido às facilidades que elas criaram para o investidor de varejo², fazendo com que fosse mais financeiramente viável e vantajoso investir na bolsa, mesmo com um volume pequeno de capital. Tal acontecimento, portanto, fez com que a representatividade de baixas transações na bolsa de valores - realizadas em sua grande maioria por investidores de varejo - saltasse de 1% em janeiro de 2019 para quase 3% em maio de 2020, quase triplicando a relevância do segmento no mercado. Como consequência desse aumento, startups como a Robinhood que "surfaram essa onda" viram as posições de seus investidores em ações mais que dobrarem com o lockdown causado pela COVID-19. Isso pois, segundo especialistas, o tempo a mais no dia a dia do trabalhador comum fez com que muitos dessem mais atenção às suas finanças, além de diversos outros fatores relacionados à liquidez do mercado e a ajuda financeira do governo Americano de US$1.200 por mês para pessoas que se qualificaram para este benefício compensatório.


Por fim, o avanço da era digital também foi relevante para tal cenário, visto que o principal negócio da GameStop - a venda de videogames físicos - sofreu disrupção devido ao número cada vez maior de downloads digitais devido aos preços mais competitivos e praticidade de compra, caso semelhante ao que aconteceu com a Blockbuster e Netflix, no início do século. Devido a esse fator, a empresa vem perdendo relevância no mercado:



Contudo, no ano de 2020, as medidas de lockdown alimentaram a indústria de videogames. Além disso, um veterano de e-commerce - recém-nomeado conselheiro da GameStop - prometeu levar a era digital para a empresa por meio de uma mudança em seu core business. Ambos os fatores acabaram culminando na valorização das ações, de US$8 em setembro para US$20 em dezembro de 2020. Porém, não foram todos os investidores que acreditaram na retomada da empresa, o que fez muitos apostarem que esse aumento seria apenas temporário e que a GameStop retomaria o caminho rumo a falência assim que a demanda relacionada à COVID-19 acabasse e, com isso, shorteando as ações.


Apesar de ser uma tese de investimentos muito clara e válida, os gestores de fundos que shortearam as ações da GME foram um pouco longe demais, realizando o short de aproximadamente 140% das ações em free float⁴ - relação incomum de ultrapassar 50%.


A tempestade

A partir dessa movimentação de fundos mal vistos desde 2008, um canal da rede social Reddit⁵ chamado r/wallstreetbets começou a ganhar mais força. Formado em 2015, ele tem como principal objetivo ser uma plataforma na qual seus usuários conversam sobre suas teses de investimentos em produtos financeiros, sem a intenção de realizar uma recomendação de compra ou venda. Apesar dessa ser a visão dos moderadores, não é aquela compartilhada pelos usuários, visto que, em meados de 2019, um usuário chamado Keith Gill começou a postar a sua então posição em ações da GME no subreddit⁶, e ao longo de 2020, com a valorização da empresa seus lucros com a ação - que superavam 300% - passaram a incentivar outros a realizarem o mesmo. No dia 12 de janeiro de 2021, as ações da GME estavam cotadas em US$20, dobrando de valor em oito dias, dobrando novamente em cinco dias, e mais uma vez em mais um dia. Após a cotação atingir US$148 ao fim de 14 dias, o magnata Elon Musk postou em sua conta no Twitter um link para o r/wallstreetbets, potencializando ainda mais a valorização da ação. O crescimento atingiu seu ápice de US$483 no dia 28, fechando as cotações do dia em US$193 e reafirmando a volatilidade de curto prazo criada pelo r/wallstreetbets.



Visto o lado do investidor de varejo, é importante também comentar o que aconteceu com os gestores de fundos, que estavam shorteando mais de 140% das ações em free float da GME. Com o início da compra por parte dos investidores de varejo (e o consequente aumento artificial do preço), levando a um cenário de short squeeze, causando um aumento exponencial do preço da ação, devido à procura tanto dos gestores quanto dos investidores de varejo. Apesar disso, quando a Melvin Capital, empresa dona do fundo mais afetado pelo evento, conseguiu recomprar todas as ações, a firma já havia perdido 53% de seu capital, o que correspondia a aproximadamente US$6 bilhões.


Apesar de alguns terem perdido fortunas, muitos dos investidores de varejo do subreddit r/wallstreetbets continuam em suas posições até hoje, defendendo que, enquanto Gill não vender, eles também não venderão. No dia 28 de janeiro, durante os momentos mais fervorosos do short squeeze, um usuário postou uma carta, condenando o hedge fund Melvin Capital, demonstrando como o short squeeze era também resultado de um sentimento de revanchismo contra os poderosos de Wall Street:

"Para Melvin Capital: você representa tudo o que eu odiava naquela época. Você é uma firma que ganha dinheiro explorando uma empresa e manipulando os mercados e a mídia a seu favor. Sua existência contínua é um lembrete nítido de que os responsáveis ​​por tantas adversidades durante a crise de 2008 não foram punidos… Eu despejei minhas economias no GME, paguei o aluguel deste mês com meu cartão de crédito e despejei o dinheiro do aluguel em mais GME...".

Contudo, os investidores reunidos pelo canal do Reddit não se contentaram em causar um short squeeze nas ações da GME e realizaram o mesmo com as empresas AMC Entertainment, KOSS e Blackberry, tendo como único intuito a valorização de papéis que estavam sendo altamente shorteados por hedge funds.


O justiceiro impostor

Apesar dos investidores de varejo terem atingido seu objetivo, as repercussões tiveram consequências ruins para tais. Isso pois, a fim de realizar os investimentos nas empresas shorteadas, foram utilizadas plataformas de fintechs, que cobravam taxa zero de corretagem. De acordo com o modelo de negócios, as corretoras são obrigadas a garantir, ou seja, ter o dinheiro em caixa, para parte das ordens de compra e venda das ações. A mais proeminente delas, a Robinhood, que vendia-se por ter a missão "democratizar as finanças", com o repentino pico de ordens durante o short squeeze da GME, foi obrigada a depositar uma garantia de US$3 bilhões. O ultimato a obrigou a interromper a compra de ações da GME e outras empresas que estavam sofrendo com o "hype", e só voltou a aceitar tal negociação 10 dias depois, quando conseguiu levantar US$3,4 bilhões de seus investidores.


Após a imposição da restrição, criaram-se teorias da conspiração de que a corretora estava em conluio com os gestores de hedge funds para deixá-los zerar suas posições, comprando e vendendo ações do jeito que bem entendessem, enquanto os investidores de varejo podiam apenas vendê-las. Nesse contexto, a empresa foi então acusada de manipulação de mercado e chamada para depor no Congresso norte-americano. Mesmo com toda a repercussão negativa que a Robinhood e outras fintechs tiveram, o dia em que impediram a compra das ações quando seus aplicativos mais tiveram downloads, devido principalmente a visibilidade que o caso GME deu aos apps.


O resultado da tempestade

Mesmo com alguns poucos hedge funds terem sofrido fortes prejuízos com o short squeeze da GME, muitos investidores de varejo também viram enormes perdas com o evento. Enviesados pela euforia da mobilização generalizada de investidores, muitos investiram tudo que tinham - e o que não tinham - se alavancando para poder investir ainda mais, o que, em muitos casos, ainda não gerou retornos e pode não gerar, gerando perdas significativas de suas economias. Além disso, é importante comentar que apesar de atingirem o resultado esperado com alguns hedge funds, outros conseguiram ser oportunistas e aproveitar o short squeeze, visto que o Senvest Management, um hedge fund com cerca de US$2 bilhões sob gestão, registrou US$700 milhões em lucros apenas na GameStop.


Apesar do ocorrido, é possível que o evento ainda não tenha se desenrolado por inteiro, visto que no dia 24 de fevereiro de 2021, a GME valorizou novamente em 100%, impulsionado por um tweet realizado pelo Ryan Cohen, o conselheiro da GameStop especializado em e-commerce, que dizia - de maneira bem lúdica - que as ações da empresa estavam prestes a valorizar.


A disrupção chegou a diversos setores de maneira diferente, no entanto, para o mercado financeiro, a disrupção é a chegada de um novo player: os investidores de varejo. Com essa perspectiva, é provável que no decorrer dos anos o sentimento de revanchismo atue novamente, causando uma reviravolta e firmando a relevância desse novo player no mercado.


Glossário:

1 Hedge funds: (Fundos multimercado) são fundos que possuem poucas restrições sobre onde investir, podendo alocar capital em investimentos de curto e longo prazo, de alto e baixo risco ao mesmo tempo.

2 Investidor de varejo: Investidor pessoa física.

3 Taxa de corretagem: Corretoras de investimentos cobram uma taxa por operação realizada. Por exemplo, se um indivíduo comprar uma ação por sua corretora, será cobrado X% sobre o montante movimentado. A taxa de corretagem serve para qualquer tipo de operação, não se restringindo ao mercado de ações.

4 Free float: Ações disponíveis para compra e venda no mercado, ou seja, aquelas que não estão nas mãos dos acionistas majoritários.

5 Reddit: Mídia social onde quando um usuário realiza postagens, os demais podem votar positivamente ou negativamente, determinando a frequência que será mostrada para os outros usuários.

6 SubReddit: É uma comunidade dentro da rede social Reddit onde as pessoas dialogam sobre assuntos de mesmo interesse


Fontes:

ALIAJ, Ortenca & MACKENZIE, Michael & FLETCHER, Laurence. Melvin Capital, GameStop and the road to disaster. Financial Times, 2021 Disponível em: <https://www.ft.com/content/3f6b47f9-70c7-4839-8bb4-6a62f1bd39e0> Acesso em 22/02/21.

CAREY, Theresa. Robinhood Review. investopedia, 2021. Disponível em: <https://www.investopedia.com/robinhood-review-4587919> Acesso em 22/02/21

CAPITAL, Fishtown. Why Did GameStop's Stock Price Go Up: Explaining the Squeeze. seekingalpha, 2021. Disponível em: <https://seekingalpha.com/article/4402481-why-gamestops-stock-price-go-up-explaining-squeeze> Acesso em 22/02/21.

CORTEZ, Alexandria. The GameStop Story is About a Broken Economy and Pissed-Off Populace. rollingstone, 2021. Disponível em: <https://www.rollingstone.com/culture/culture-features/gamestop-reddit-robinhood-hedge-fund-populism-1120713/> Acesso em 22/02/21.

CUTHBERTSON, Anthony. GameStop Reddit Wall St. Letter. indepentent, 2021. Disponível em: <https://www.independent.co.uk/life-style/gadgets-and-tech/gamestop-reddit-wall-street-letter-b1794036.html> Acesso em 22/02/21.

FERREIRA, Gustavo. Criador do Short Squeeze IRB: 'Nosso objetivo é trazer igualdade para o mercado'. Valorinveste, 2021 Disponível em: <https://valorinveste.globo.com/mercados/renda-variavel/bolsas-e-indices/noticia/2021/01/29/criador-do-short-squeeze-irb-nosso-objetivo-e-trazer-igualdade-para-o-mercado.ghtml> Acesso em 22/02/21.

MEHMOOD, Sarim. How Retail Investors Took Over The Stock Market. blockpublisher, 2021. Disponível em: <https://blockpublisher.com/how-retail-investors-took-over-the-stock-market/> Acesso em 22/02/21.

MOLLA, Rani. People are furious with Robinhood but they keep downloading it. Vox, 2021. Disponível em: <https://www.vox.com/recode/2021/2/3/22262083/robinhood-app-downloads-gamestop-meme-stocks> Acesso em 22/02/21.

PETRAS, George & LOEHRKE, Janet & SERGENT, Jim. How r/WallStreetBets took down a hedge fund and rode GameStop stock to the moon. usatoday, 2021. Disponível em: <https://www.usatoday.com/in-depth/news/2021/01/28/gamestop-how-did-stock-price-jump-so-quickly/4293221001/ > Acesso em 22/02/21.

REIS, Tiago. Short Squeeze: algumas características desse movimento especulativo. Suno, 2021 Disponível em: <https://www.suno.com.br/artigos/short-squeeze/> Acesso em 22/02/21.

An Open Letter to Melvin Capital, CNBC, Boomers, and WSB. Reddit, 2021 Disponível em: <https://www.reddit.com/r/wallstreetbets/comments/l6omry/an_open_letter_to_melvin_capital_cnbc_boomers_and/> Acesso em 22/02/21.

SCHELLING, Christopher. Hedge funds always win. Institutional Investors, 2021. Disponível em: <https://www.institutionalinvestor.com/article/b1qfm3mlgbty1v/Hedge-Funds-Always-Win>. Acesso em 22/02/21.

TEIXEIRA, Sergio. Robinhood: como o caso GameStop expôs o lado obscuro do aplicativo que revolucionou a forma de investir nos EUA. Infomoney, 2021. Disponível em: <https://www.infomoney.com.br/mercados/robinhood-como-o-caso-gamestop-expos-o-lado-obscuro-do-aplicativo-que-revolucionou-a-forma-de-investir-nos-eua/> Acesso em 22/02/21.

WARNER, Bernhard. Hedge funds and other short-sellers have lost an astounding amount betting against GameStop. Fortune, 2021. Disponível em: <https://fortune.com/2021/01/29/gamestop-stock-how-much-hedge-funds-have-lost-sellers-losses-gme-steve-cohen-point72-andrew-left-citron-research-short-squeeze/> Acesso em 28/02/21.


WARNER, Brian. Two Hours After He Tweeted A Photo Of An Ice Cream Cone Ryan Cohen Jolted Back To Billionaire Status. Fortune, 2021. Disponível em: <https://www.celebritynetworth.com/articles/billionaire-news/ryan-cohen-is-back-in-billionaire/> Acesso em 06/03/21.

© 2020 por UFRJ Consulting Club

Av. Athos da Silveira Ramos, 149 - Cidade Universitária, Rio de Janeiro

  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn